28.2.06

QUEDA

(do capítulo REFLEXOS)

QUEDA

A queda faz o pulsar das horas transgredir.
Assim como o caminho, as vontades subvertem-se.
Invertem-se os sentidos e os motivos não divertem.

Ruir,
o resultado indesejado com seu gosto amargo.
Inintensionalmente vai sendo saboreado.
A digestão é lenta, asiática,
requer paciência.

Mas ao desgosto cabe também o destino de todos:
morrer,
desde o nascimento, aos poucos.

2 comentários:

Anônimo disse...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»

Anônimo disse...

Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»