20.3.06

ESSE VENTO

Um filósofo uma vez disse que nada é permanente.
Um músico mais tarde cantou que algumas coisas nunca mudam,
como o tempo,
que ele é sempre o mesmo
que passa e perpassa pensamento.

Já eu, que às vezes me atento,
penso que o tal tempo às vezes pára,
pra depois voar.
Seria então como esse vento:
sempre ele, em movimento.

3 comentários:

Anna Luiza disse...

ooiiee...
como sempre... suas poesias deslumbrantes...
parabens...
bjinhus

Leandro Jardim disse...

Você é uma graça, viu menina, muito obrigado!

Fui no teu fotolog, mas a foto não aceitava comentários...
bjs

Anônimo disse...

Very pretty design! Keep up the good work. Thanks.
»