27.12.06

(DI)VAGANDO(-TE)

(presente de aniversário
antecipado - é amanhã -
inspirado em suas palavras
e em sua tão boa pessoa)
.
a rua reflete
e deixa evidências nuas
o grito contido
ainda assim conta
no olho colorido
o molho engolido
de imaginárias citações
ações literárias
(não literais)
de cíclicas histórias
pois é só a memória
que sempre fica
sem prefixo
que a indique
e lírica
.
^^^ ^^^ ^^^ ^^^ ^^^ ^^^
Os dois livros da série Poesia Presente "Gotas" e "Pétalas" já estão à venda nos melhores sebos do Rio de Janeiro:
.
> Baratos da Ribeiro - Na rua Barata Ribeiro em Copacana.
> Dantes - No cine Odeon no Centro.
Estes são só os primeiros...
.
E em breve estará aberta a possibilidade de compra pelo correio com pagamento por depósito em conta bancário. Aguardem o anúncio!
..
^^^ ^^^ ^^^ ^^^ ^^^ ^^^
E não deixem de visitar o Blog de 7 Cabeças
pra quem não conhece, é um espaço de poesia nova todo dia!
Reunimos poetas queridos da internet dos mais variados estilos,
algum canto ali vai lhes tocar, eu "agarantio"!

11 comentários:

A czarina das quinquilharias disse...

ela merece! ela merece! :D
malinda, parbéns, meu bem <3
( e ao homenageador também)

Marla de Queiroz disse...

Brigada, Jardinzin!
Conhecer vc foi um presente de 2006 pela troca rica e intensa que temos sempre. Pelo que nos divertimos e acrescentamos.Pelo que nos apoiamos e torcemos um pelo outro.
Té mais.
Todos os beijos.

Juliana Marchioretto disse...

parabéns. e sucesso!

beijo

miixa disse...

Parábens!

Octávio Roggiero Neto disse...

Duas preciosidades desabrochando em perfumadas palavras: eis o Rio de Janeiro em primavera lírica!

Octávio Roggiero Neto disse...

Sobre o livro:

1- Jardim, antes de mais tudo, concordo com você, eu deveria ter pelo menos um de seus dois livros para saber de todos os detalhes de sua idéia.

2- Sinceramente?, se desse certo uma coleção de “Poesia Presente”, seria maravilhoso para todos que participassem, como também para todos aqueles que publicam seus escritos em blogs e sites, pois nos aproximaria de um público diferente, que, sem isso, talvez nunca tomasse contato com o efervescente círculo de produção literária que estamos fomentando.

3- Concordo com fazer a série, sim, com grande entusiasmo, diga-se de passagem!

4- Por isso, pra ficar uma coisa bem bacana, considero que pelo menos a capa deve ser feita pelos seus meios, mais ou menos nos mesmos moldes da sua.

5- Quanto à arte do conteúdo, como já havia dito, acho mesmo que é imprescindível, antes de responder isso pra você, que eu tenha um de seus livros, pra ter uma noção, sabe como é...

6- Aliás, não sei se cê já faz isso, mas acho que seria essencial que na margem inferior de todos os poemas-destacáveis, tivesse lá indicando o endereço do blog do autor, pra caso o leitor presenteado se interessar em conhecer mais sobre nossa obra.

7- Precisava também de saber o que são “poeminhas”, qual seria o tamanho máximo em linhas, o tamanho e o tipo de letra que você usou, porque os poemas que gostaria de publicar são pequenos, mas impressos em uma A4, que sei que não é o caso, mas talvez sejam grandes para a formatação do “Poesia Presente”, o que será um grande problema, imagino.

8- O texto de apresentação acho que deverá ser o seu pra todos aqueles que participarem da série, caso ela vingue de fato, o que acontecerá coa graça de Deus, salvo talvez algumas alterações conforme o autor, tipo alguma frase acrescentada.

9- Já quanto ao número de página, estava pensando em mais ou menos umas 20, assim como no seu.

10- Pretendo fazer pra uma primeira edição uns 50 livros, porque sei muito bem como é difícil vender livros de poemas.

11- Quanto ao nosso “Blogger de Bolso”, mandarei um e-mail assim quando encontrar um tempinho, porque ficarei uns três dias na praia e tenho que providenciar as coisas por aqui, beleza?

12- Abração, Leandro, vamos nos escrevendo!

paulo vigu disse...

Sobre Marla - esse cesto de flores desse Jardim diz tudo. Riodaquiaí leva água boa e abraço. Paulo Vigu
Grande 2007!

Aline disse...

AMEI O JARDIM!

Engraçado que as azaléias são as minhas preferidas, não que eu não deixe de amar as rosas vermelhas.

Querido, desculpe pela ausência.

Bjão.

ahhhhhhhh
Eu quero os meus livros hein!
Me avise dos detalhes.

Ariane disse...

vim colher umas flores por estes jardins, e vi que ainda é primavera,aqui é sempre primavera, as flores não cansam de crescer...
beijos
Um maravilhoso ano novo!!!!!!

Carol Marossi disse...

Ei, Lê, que lindo presente! E por falar nisso, estou a esperar meus livros! ;-)
Aproveito pra desejar um super 2007, repleto dessas coisinhas boas! Em janeiro tô aí. Aguarde.


Beijos meus, querido!

Elenita disse...

Que bonito! =)
Um beijo.