15.2.07

SAMBA DE CARNAVAL

.
grave a vida
que lhe toca
num rec-rec

21 comentários:

Jefferson P. disse...

Faala... poeta. =p
Ótima chamada, muito bom...todos os outros poemas do seu plantio... rsrsrs, porém, sobre o poema "samba de carnaval"; ultimamente minha vida não anda enunciando "som" algum... sinto que, ao contrário do que seu samba recomenda, a vida grava, na minha pele o sofrimento.
Abrç

jefferson p.

Jefferson P. disse...

Ah... add seu blog. espero q não se importe..
Abrçs.

jf p.

czarina disse...

antes um tereco teco
do que ter
um treco

:D
bjo da zazá

eduardo disse...

Este ano quero ler mais poesia... Muito interessante.

Ellemos disse...

Grave, muito grave a vida...

Tem som lá em casa. Mas não de carnaval.

Um beijo.

mariana disse...

muito legal!

Rafaela Silva Santos disse...

Leandro já li seus versos no blogsete...são puros, primitivos, simétricos e objetivos.Parece que abres a alma de uma vez e despeja as palavras no papel!Fascinante.Tb tenho um blog, dê uma passada lá é biologapoetisa.zip.net e dê sua opinião, gosto de ouvir a opinião dos outros, principalmente de quem escreve tb.
Beijusss

Marcellinha disse...

Grave nada... a vida é leve... e é assim que deve ser...
Rec-rec, teleco-teco, ziriguidum!
Beijos

Carol Marossi disse...

Lê, está animal!!! Gostei muito.

Beijocas e bom carnaval!

Aline disse...

ô lelê
ô lalá

o poeta na avenida
bota o verso pra sambar

>D

bêzu.

Mary Jane disse...

Esquidô, esquindô.
:-)
Bom carnaval.

Elenita disse...

Como pode alguém dizer tão pouco e dizer tanto a gente? =)
Adoro isso aqui.

Vc é uma graça e nos brinda.

Um beijo.

Césped Vesper disse...

Pra quem é relva como eu, nada melhor que um jardim tão florido!

diovvani mendonça disse...

E seguimos na dança entre graves e agudos. AbraçoDasGerais.

*Clara* disse...

Só mesmo o que me toca...

beijinhos...

Juliana Marchioretto disse...

musical:)

beijo

paulo vigu disse...

Por isso o meu coração parece um bumbo frouxo. Riodaqui/Paulo Vigu

bambam disse...

você é um exímio semeador de palavras, com você a pá lavra!

ariane disse...

o que tocas reverbera
em suas poucas samba-linhas
tenho dançado...

beijo poeta

Naná Bia disse...

Salve o lesco-lesco que me faz balançar!

Ao Jardim de sonhos meus...

remosaraiva disse...

rec-rec... Genial!! Não sei se todos sacaram, mas achei demais!!


Abração!!

REMO.