6.2.10

Fim de semana

A tarde cansa
a pança
depois do almoço,

é um alvoroço
pra mente bamba
e já sem força

que, então, descamba
e doce manda
-nos já pra cama.

9 comentários:

Fouad Talal disse...

Isso não dá samba!

Parabéns,
www.versosdecor.blogspot.com

Lubi disse...

hahaha,
vivendo isso agora.

Gryner disse...

Parece poesia feita de Lego, tudo encaixadinho!

Tô sentindo saudade dos poemas mais longos...

Renata de Aragão Lopes disse...

O sono vespertino.
Deliciosamente raro...

Um abraço,
doce de lira

Priscila Andrade disse...

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
cama, rede, sofá, almofadão...

J.F. de Souza disse...

é... mei assim. e ñ só de fim de semana. =P

Samantha Abreu disse...

meus domingos.

beijocê.

Simplesmente Outono disse...

Depois de muito tempo, eis-me aqui e lá também. Será que ainda lembra-se de mim? Finalmente o sistema de comentários voltou a funcionar. Espero que goste do que acabei de publicar.
Com o mesmo carinho de sempre, folhas secas deste Outono.

Simplesmente Outono disse...

Meu paradoxo, muito prazer...

Sorrisos e lágrimas, algumas vezes ao mesmo tempo.
Superações e mágoas andaram de mãos dadas em sua maioria.
Desafios e surpresas nem sempre superados e tão agradáveis assim.
Infinitas dúvidas e certezas, uma perfeita e delicada simbiose.
Um pedido: que os melhores sentimentos simplesmente permaneçam onde estão.

Simplesmente Outono.