5.5.06

PESOS E MEDIDAS

.
Minha cabeça tem dois tipos de peso:
O peso pesado, que é leve;
E o peso leve, que é pesado.
O peso pesado é o físico.
E eu fico pendendo a cabeça
de sono, pedindo lona.
E sonho, leve, me elevo.
O peso leve é a alma.
Sem kilos mas carregada de quistos.
É a dor que não se põe em balança.
É o medo que não se mede.
É o desejo, que lembra chumbo.
E eu chamo tudo de peso,
porque só não será pesadelo o que me leve.

12 comentários:

Ellemos disse...

Que maravilha de texto! Que abuso do jogo de palavras!

E é isso mesmo. O que pesa e provoca tanta dor é justamente o que é leve e abstrato... Como entender esse contra-senso? Na impossibilidade, continue fazendo poesia e aliviando um pouco tanto peso.

Que te levem os sonhos!

Bjs

filipe disse...

i ae leandro tudo bom??!!meu nome é filipe e sou fã de jack johnson e donavon frankenreiter e descobri o seu som através do trama virtual...adorei sua musica , e suas poesias tbm.vc esta de parabens!!!!
me adicione no msn para trocarmos idéias e musicas : toscao_sbc@hotmail.com

é isso ae!!!parabens..!!
(qndo vier tocar em sao paulo dá um toque pra eu poder ir!!)hehe

Ana Pérola disse...

nossa, gente, qro o CD!!!
existe???

beijos

Melina disse...

Deixo esse peso empurrar meus dedos para baixo, certeiros nas teclas (ou nem tanto... quem sabe?).
Joga fora, você, o seu peso. Vê se se livra desse seu pesar. E que te leve, mais que a brisa, mas o sonho e aquela idéia sedutora de poder voar.
Aliás, aproveita agora e não me leva a mal se tanto peso me impede de aparecer. Se quiser levar, que leve. Mas me leva com você.

Aparecendo... BUH!

Aerodrama disse...

Muito bom os teus escritos.

Quando tiver um tempinho por favor faça uma visita ao meu blog poético.

Um abraço,
Aerodrama.

Marcellinha disse...

O peso da minha alma, que era leve, ficou pesado, porque o tempo do relógio é veloz, mas o tempo da alma é lento...
E tudo acaba se perdendo no tempo lento da alma, porque o tempo veloz do relógio não pode esperar. E quando a alma chega, o relógio já foi. O segredo é sincronizar os dois tempos.
E é essa sincronicidade que um dia eu espero alcançar. Espero que alcancemos.
(comentário do comentário, por favor... rs)

Assim é, se lhe parece disse...

A recíproca é verdadeira! (muito bom seu blog)

Mas esse pesar é muito bom, não o perca! Talvez assim (com pesares)é que agente descobre que tá vivo...
parabéns..

ricardo disse...

olá.
descobri sua página através de um comentário seu no blog do alexandre grecco.
gostei muito dos seus poemas.
um abraço do
ricardo

Ivã Coelho disse...

Minha cabeça não se aguënta com tanto peso, mas, às vezes, me ajudo. Hoje, por exemplo, deixei ela em casa e saí. Vou viver.

Vim aqui por intermédio, mas que bom que o encontrei.

Abçs

Aerodrama disse...

Obrigado pela passagem em meu blog.

Um abraço,
Aerodrama.

Anônimo disse...

Very pretty site! Keep working. thnx!
»

Anônimo disse...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»