1.11.06

(do silêncio)

.
palavras ao vento
quando não voltam
mostram seu dom de pássaros
estranha natureza
às vezes me faz preferir bumerangues

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
semana que vem tem novidades
no blog de 7 cabeças
estréia domingo

21 comentários:

diovvani disse...

Palavras? São mesmo pássaras grávidas... MontanhosoAbraçoDasMinas.

E.T.: camarada, se estou meio sumido, é pela absoluta falta de tempo.

bruno zanchetta disse...

Fala caríssimo, quanto tempo né?!?!
Sumi um tempo do Mundo virtual, heheh.
Fiquei feliz de voltar aqui e ver que o jardim continua sendo regado com muito amor e paz!
Dom de pássaros sempre!
Grande abarço.

bruno zanchetta disse...

abraço*

Marcellinha disse...

Muitas vezes é melhor elas voarem, é melhor que não voltem...
Mas de repente tudo que a gente precisa é ouvir o seu retorno. Não dá p/ escolher...
Bjs bjs

Marla de Queiroz disse...

A pá-lavra silêncio e vento...

Gostei da visita-atualização-básica...rsrsrsrs...Sempre uma honra tua aparição linda!

Beijo-flores do teu jardim.

Clarice disse...

palavras
semeiam
mesmo que
um pequeno
pensamento

carinhos

A czarina das quinquilharias disse...

bumerangues não tem asas.
curtinhaa!! :D
wa.

pedro pan disse...

, palavras - bumerangues e/ou palavras - pássaros...
|abraços meus|

Nessa disse...

Sabe, eu tenho preferido os bumerangues com frequência. Só preciso aprender o jeito de jogá-los. Costumam voltar no tempo errado. Acho que exagero na força...;o)

Bjokas

Nessa disse...

Ah, e antes que eu me esqueça de dizer... gostei muito desse poema. De verdade.
Mais beijos

arethuza disse...

Olá...
vim fazer-lhe uma visitinha..
e sinceramente?...estou passando por algo parecido ao que vc escreveu...
as vezes elas, as palavras, saem da minha boca, assim, muito facilmente, mas logo somem...nem pra deixar o endereço para que eu saiba para onde foram..

..as vezes acabo encontrando outras..

..super beijo..

Múcio Góes disse...

palavras voam, escritos permanecem.

muito bom!

[]´s

vanessa_fmc disse...

Mesmo com todo o silêncio e estranheza, essa foi a sua melhor poesia nos últimos tempos (na minha modesta opinião). Top Top Top!!!! Eu me identifiquei horrores...rs... Parabéns!!!!

André Lasak disse...

Algumas palavras nunca retornam à mesma pessoa... com o vento, alojam-se em outra cabeça, e se transformam.

Abraços!

nagila disse...

algumas palavras são

bumerangues


outras são

adeus

a Deus

aos homens

sandra disse...

Quando as palavras falam mais alto, eu silencio... bjos

m.t. disse...

Que bonito isso!!

Ah, meu caro
as palavras que se vão sempre deixam em nós algo do que nos tocou..
Mas de verdade,
quando deixam saudade,
podiam ser menos errantes pra nos habitar de novo ao menos uma vez mais.
É que elas sempre, sempre fazem falta...

Beijo!

Ellemos disse...

Pensei que tivesse te perdido... Mas ainda bem que ainda está aqui...!

Que os ventos continuem fazendo seu papel: semear outros jardins!

Beijos!

Luzzsh disse...

Oi Leandro,
Às vezes elas só precisam de tempo...e voltam.

;)

Beijos...

Fer disse...

"Faze silêncio no teu corpo, há uma verdade silênciosa, que procuras inutilmente há tanto tempo...
Pelo teu corpo, que enloqueceu."

remosaraiva disse...

"estranha natureza
às vezes me faz preferir bumerangues"

Divino!!!


Abração!!

REMO.