19.5.07

SOPRO AGRESTE

Um sopro agreste arrefece meu deserto de ventos.
Cada alça de pensamento me promove a pêndulo.
Feito as ondas do ar, tal nada é o meu feito.
É todo esse meu arremedo: um jeito de continuar.

18 comentários:

Larissa Marques disse...

Meu querido, o sopro que faz constante as ondas, e agrestes em nós, brotam dos coqueirais... Adoro ler-te!

*Caroline Schneider* disse...

Schön... o que mais gosto nestes poemas agrestes, é dizes muito com pouco. E assim, vais continuamente arremedando, rsrsrsrs... Amado, arrume, ali do ladinho, onde diz: conheça o Blog de 7 Cabeças, pois está "Bolg" e não "Blog" (aff... esses meus olhos de revisora não me deixam descansar, nem no sábado). Beijocas estaladas*

vanessa_fmc disse...

E se for pra continuar assim
Que flutue sempre esse jardim
Como sopro que bate e fica em mim.

Lindo!

Beijos,

Vanessa.

aNNaFLaVia disse...

Seus post's sempre tão lindos são inspiradores, sabia?

Beijo!

Zaira Brilhante disse...

É tão bonito isso que você faz com palavras...
Já tive um pouquinho desse dom, queria saber onde perdi... Em que parte do caminho
Sempre acho que voltando aqui vou conseguir descobrir!!!
bjs***

Ácido Poético disse...

Show!

Abraço
brunø

Mônica Montone disse...

Moço, me passe seu e-mail... Escreva para monicamontone@yahoo.com.br

Esses dias me pediram para indicar uns poetas para um projeto, quis indicar você, mas cadê que eu tinha o e-mail.....

beijocas e boa semana

MM

Késia Maximiano disse...

adorei!!!!
bjos

Luzzsh disse...

Uau!

Adorei isso.......

Beijin....

Analuka disse...

..."Cada alça de pensamento me promove a pêndulo."...

Adoráveis, teus poemas! Bom passear por este jardim de tantas sementes, pétalas, ventos e grãos.

Beijos alados.

Claudia Menezes disse...

Ahhhhhhhh !!! As suas poesias são tão lindas .. Vc está nos meus favoritos .. Beijins ..

jurema jaborandi disse...

"Cada alça de pensamento me promove a pêndulo"

ser pêndulo nem é tão ruim assim. ruim é quando o pêndulo a nada pende.

aqui mais lindo ainda, já que trata-se de um jardim!

Loba disse...

A cada dia é preciso descobrir o jeito de continuar. E continuar Poesia é um jeito lindo e divino!
Beijos, moço!

dän disse...

moço, vc arrasa entre letras! MESMO!

remo saraiva disse...

O poeta como pêndulo - bela imagem, belo poema, como sempre!!


Abraço florido,

REMO.

PS:
Tô de volta!!
Tô de volta!!

Mônica Montone disse...

Obrigada, dear, pelo e-mail, mas ó, acho que você devia deixar ele disponível no seu perfil :o)

beijocas e bom fim de semana,

MM

douglas D. disse...

asas maltrapilhas
sabem-se vôo agreste
e poesia.
abs.

Silvia Chueire disse...

Muito bom poema. Um poema que pensa, tem música. Gosto.


Um abraço,

Silvia