22.8.08

a fábrica de
Caramelinhos
está de volta

experimente

6 comentários:

Remo Saraiva disse...

É "nóis" (sic)!!!

;)


Abs, querido jardineiro!
REMO.

Rita & André disse...

Leandro, boa tarde!
Recentemente enviamos para você um e-mail à cerca de uma proposta sobre um blog que estamos estruturando.
Blog esse, que reúna diversos poetas.
Poderia nos dar retorno se recebeu?

Ficaremos aguardando! Obrigado e um abraço.

Aline Aimée disse...

Leandro,

adorei o livro!
É tão bom perceber que ainda há espaço para a poesia subjetiva! Agradou-me que vc desenvolve o jogo de palavras e sentidos de modo inteligente, sem ser leviano. A sua poesia faz pensar e faz sentir, sem deixar de ser contemporãnea. Eu senti a cidade e o nosso tempo nos teus versos! Um cotidiano cuja beleza salta rompendo as horas embotadas. Eu ando meio enfezada com uns poetas que lançam versos e palavras a esmo, compondo uma escultura vocabular, que não me diz nada, não me incita. Pode ser limitação minha, há gosto pra tudo. E eu gostei dos versos seus. :)

Marcia Barbieri disse...

Muito obrigada por me ler,espero que volte sempre. Tomei a liberdade de colocar seu blog na minha lista.Acho mais prático,pois,toda vez que houver algo novo saberei,lerei e comentarei.
Beijos
Marcia

Dayana Araujo disse...

^^
q bom q els voltaram! =D

Sw? disse...

^.^

que divertido vir aki...
adoro seus poemas

bjs