1.9.08

incorrigível

ninguém mais me atura, eu
mergulhei foi de vez
na questão da literatura, sei

que por egocentrismo ou sofrer
do mal de fundura doída
pelo não-significado da vida

e assim alterei-me a postura
da linguagem, da letra que pensa
que cura, mas é tudo passagem

ao nada, como toda cultura
é aragem, é pasto, é comida
que algum dia outro ser regurgita

e engole, e digere, e caga
ou vomita o que já foi descarga
e ninguém mais censura

--------------------------------------------
Amigos,
a FLAP!RJ será imperdível:
20 e 21 de setembro na PUC-Rio
confiram a programação

--------------------------------------------
E os novos participantes do blog
Caramelinos & Caraminholas
seguem encantando!

15 comentários:

Marcia Barbieri disse...

Muito bom, só os que respiram literatura noite e dia sabem e sentem o que grita o poema.

Beijos
Marcia

Karine Leão disse...

Humm... respirar poesia é alargar horizontes, antes estreitos!

Beijo Karinhoso!

RAMOSFOREST.ENVIRONMENT disse...

Poesia é como uma virose: chega e domina o incauto. Nunca mais eloe se liberta das rimas, dos sonetos, dos vesrsos quebrados...

Lua disse...

Pode mergulhar fundo que a gente te atura :)
Como versou Mario Quintana
"Quem faz um poema salva um afogado"
beijo e carinho,

Dinho Silva disse...

Tenho que mergulhar de vez
na questão da literatura, que outrora nao me seduzia, mas agora aos poucos me infecta, é o ciclo
da experiencia, a complexidade dos seus poemas me
conduz ao novo... voltarei sempre,
Parabens pelas palavras...
instigante!

Jaque Lima disse...

tem coisa melhor que mergulhar na literatura. pode ser. não sei. mas essa prática é saúdavel. é gostosa...e dá prazer!!!

Aline Aimée disse...

Literatura é ciclo, a gente lê, come, rumina, e em seguida tá devolvendo algo, dando uma resposta, que é releitura, pastiche, evolução, inspiração, é fruto, e teu jardim tá aí florescendo beleza. Flap: oba!

Paula disse...

Gostei desse.......

: )

Duda disse...

a gente erra adoidado na literatura, mas quando o acerto é bom não há quem corrija

obrigado pelo comentário lá no meu blog!

abraços!

Duda disse...

ah sim, e gostei desse! do eu à literatura à cultura ao nada e ao tudo de novo :)

Xavier disse...

poema
lido com olhos
de comicidade
inteligente


abraço.

Cais da Língua disse...

"mergulhei foi de vez
na questão da literatura, sei"

também
hihi
muito legal seu espaço

Cá! disse...

muito formoso esse blog...acabo de mergulhar em suas palavras !

Mariliza Silva disse...

Rego aqui minha flor predileta: A poesia!

Suas sementes sempre buscam corações sedentes de compreensão! Paixão.

Beijão e some não

Mariliza

isasidney disse...

GARRAFA AO MAR

Publicar um livro é fácil. Divulgá-lo, o mais difícil. Peço a sua compreensão, ao lançar, no mar da Internet e no seu blog, a minha LUA QUEBRADA!

Um livro para mexer com sua libido. Um romance inesquecível, pela carga de amor, entrega, paixão e erotismo no encontro nada convencional entre um professor e sua aluna.

Publicação da Editora Biblioteca24x7, que comercializa obras pela Internet (edição on-line e impressa).

Buscar, na seção ERÓTICO (ÁREA, à esquerda), esta obra:

LUA QUEBRADA

Autor: Isaias Edson Sidney

ISBN: 978-85-61590-45-1

Só disponível pela Internet, no endereço abaixo:

http://www.biblioteca24x7.com.br

LUA QUEBRADA: PARA INCENDIAR SUA IMAGINAÇÃO!

http://luaquebrada24x7.blogspot.com/